Facebook

Blog

Ações criativas ligadas às sazonalidades impulsionam vendas no setor de alimentação

 

Por: Fábio Cunha (Gerente regional Mercantil Rodrigues)

 

Luzes e decorações em casas, ruas e comércios sinalizam que o Natal e o fim do ano, época mais importante para o comércio brasileiro, se aproximam. E falando em datas importantes para o comércio, o Natal é mais uma das várias sazonalidades que mantém nossa economia em pleno vapor.

Recorrendo ao dicionário, a palavra sazonalidade se refere a algo relativo ou próprio de um período do ano, ou seja, que acontece sempre numa mesma época do ano. Para inúmeros segmentos da economia, as sazonalidades são responsáveis por aumentos consideráveis em sua rentabilidade. De acordo com uma pesquisa do Serasa Experian, com o Natal, por exemplo, as atividades do comércio em dezembro podem ficar até 23,8% acima da média mensal. Para se ter uma ideia, conforme dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), no ano passado a estimativa era de que seriam gastos aproximadamente R$ 104 por presente nessa data, movimentando em torno de R$ 51,2 bilhões no comércio. 

Do setor de vestuário ao de supermercados, quase todos os segmentos de mercado se beneficiam pelas vendas provenientes de datas especiais. No ranking de períodos mais rentáveis para o varejo, os meses de outubro e novembro empatam na segunda posição com 8,4% das vendas do ano, conforme mostra um estudo do Bradesco. Isso porque é quando começam as compras de Dia das Crianças, Black Friday e vários consumidores se antecipam para os presentes natalinos. Maio e agosto (em que se comemora o Dia das Mães e o Dia dos Pais) ficam em terceiro lugar, ambos com 8,3%, das compras anuais.

Um ponto importante é o caráter cultural que abarca esses períodos. As pessoas esperam decorações e ofertas específicas para cada data. As ações do varejo agem como coordenadas sazonais no cotidiano do cliente, e o varejista deve estar atento às expectativas do seu público em cada época para também superá-las com um marketing criativo e surpreendente.

É por isso que preços baixos não bastam para chamar a atenção dos clientes. As ofertas e promoções especiais para a data são bem-vindas, mas é preciso também definir estratégias, e para isso vale a pena buscar conhecer bem o perfil do cliente, expor adequadamente e atrativamente os produtos, pensar no treinamento da equipe e cuidar especialmente do estoque, para que o cliente sempre encontre o que busca.

É certo que as principais datas, como Natal, Dia das Mães e Festas Juninas, já estão bem consolidadas no calendário do comércio. Mas você não precisa restringir suas ações a elas. É possível também apostar em outras datas que possuem apelo menor, mas podem ser muito bem exploradas, como Dia da Sogra, Dia da Pizza e Dia da Cerveja, por exemplo.

Imagine, por exemplo, no Dia do Amigo, comemorado em 14 de fevereiro, oferecer desconto em seu estabelecimento para quem chegar acompanhado de um ou mais amigos – e trabalhar uma comunicação criativa nas mídias sociais para divulgar a ação. Tudo fica a cargo da criatividade com a qual seu marketing será desenvolvido. Então, que tal aproveitar que 2018 está acabando e começar a planejar um calendário de ações criativas ligadas às sazonalidades mais relevantes ao seu negócio para o próximo ano? Mãos à obra! 

 

Você vai gostar também

Powered by: MegaMidia Group - Todos os direitos reservados