Facebook

Blog

Um estudo realizado na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, afirma que a frente de caixa, o check stand, é o ambiente mais propício para compras por impulso dentro de uma loja.

A compra por impulso representa parte significativa das vendas nos supermercados. Alguns estudos do varejo apontam que as pessoas gastam, em média, 20% a mais do que tinham planejado. Portanto, entender e estimular essa compra é fundamental para o aumento do faturamento da loja.

Um estudo realizado na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, afirma que a frente de caixa, o check stand, é o ambiente mais propício para compras por impulso dentro de uma loja. Entretanto, mesmo nessa área importante do ponto de venda é necessário tomar alguns cuidados para não desperdiçar seu potencial.

Atenção especial deve ser dedicada às categorias que serão vendidas no check stand. O estudo norte-americano mostra que nessa área os produtos que mais vendem são os chicletes, doces, salgadinhos, revistas e bebidas.

Sabendo os produtos que fazem sucesso nesse ponto, é importante saber também como vendê-los. O ideal é que sejam vendidos em embalagens avulsas, que facilitam a compra por impulso. Pacotes com grandes quantidades acabam por inibir esse tipo de compra.

Outro cuidado que os empresários devem ter é para não poluir visualmente a frente de caixa. Na ânsia de querer aproveitar os benefícios desse ponto estratégico, pode ser que muitos produtos sejam dispostos nesta área, o que acaba por surtir o efeito contrário, desestimulando o impulso de compra. O mesmo estudo da Universidade de Indiana aponta que quando displays temporários são colocados na frente de caixa, sobrepondo os originais, eles chegam a reduzir em 40% o tempo de visualização do check stand. A conclusão da pesquisa é que, se colocados na frente de caixa, os displays temporários não aumentam as vendas. Para que sejam úteis, o ideal é dispô-los em outras áreas da loja.  

Powered by: MegaMidia Group - Todos os direitos reservados